Em 2014, o filipino Gilbert Sanchez, então com 44 anos, acabou se envolvendo em uma briga e teve um ferimento grave na cabeça. Depois disso, ele ficou com medo de ser novamente atacado e passou a viver no topo de um coqueiro de quase 20 metros de altura! Ele passou os últimos 3 anos lá em cima, não descendo para nada, até ser retirado à força pelas autoridades.

O caso insólito aconteceu no vilarejo La Paz, no estado de Agusan del Sur, nas Filipinas. Sanchez recebia diariamente água, comida e cigarros de sua mãe, através de uma corda. Porém, ele nunca atendeu aos apelos da matriarca para descer do coqueiro e levar uma vida normal.

Amigos e outros parentes também tentaram fazer com que Sanchez mudasse de ideia, mas ele não se deixava abalar. Nem o calor, os mosquitos e as tempestades conseguiram fazê-lo mudar de ideia. Winifreda Sanchez, a mãe, pedia ao menos que ele descesse tomar um banho, mas o homem não acatava. Até mesmo as necessidades fisiológicas eram feitas lá de cima.

Gilbert Sanchez
Gilbert Sanchez, 47 anos, se recusava a descer do coqueiro

Sanchez perdeu a esposa em 2000, que morreu durante o parto da segunda filha do casal. Winifreda chegou a apelar dizendo que estava velha demais para cuidar dos adolescentes, mas Sanchez não quis nem saber – ele tinha medo de ser perseguido e morto se descesse da árvore!

Sua história era muito conhecida em La Paz, mas foi preciso cair nas redes sociais para as autoridades do país tomarem providência. No dia 11 de outubro, cerca de 50 pessoas se aglomeraram no vilarejo no resgate do homem, que foi retirado à força da copa do coqueiro. Segundo uma avaliação médica, Sanchez sofre de psicopatia, delírio, alucinação e medo. Após descer da árvore, foram notadas uma atrofia muscular e várias feridas de picadas de inseto, além de uma deformação na coluna. Ele segue sendo medicado, e Winifreda tem recebido assistência do governo e de ONGs.

Assista ao momento do resgate: